12:50 Ivan Freitas 0 Comentarios

SABESP: 54 horas depois...


- Isso mesmo! Cinqüenta e quatro horas foi o tempo que a SABESP demorou para atender(*) um 'chamado de urgência' na desobstrução da galeria de esgoto em minha rua.

Conseqüentemente foram cinqüenta e quatro horas de escrementos (dos mais diversos tipos, cores, formas e tamanhos) e uma variedade infinita de absorventes higiênicos usados que tive o desprazer de conhecer e conviver aqui no meu quintal.

Retirei três sacos (de 60 litros cada) com detritos do meu imóvel.

Até o momento não recebi nenhum retorno da 'Ouvidora da SABESP', Maria Cristina Mariz Masagão. Foi por isso que também escrevi para o presidente da SABESP - Gesner Oliveira.

Na mensagem pergunto o que ele acha, como presidente da maior estatal paulista, de um 'atendimento de urgência' que demora mais de cinqüenta horas para acontecer...

Não sei se ele vai responder ao meu email. Só sei que, da próxima vez, ligarei direto para o 'Homer Simpson'. Estatal tem que ser gerenciada por pessoas atenciosas e responsáveis com o público, não é verdade? Senão, desestatiza e privatiza, oras! Privada por privada prefiro a minha desentupida...


(*)UPDATE I: - Agora, às 15h, chegou outra equipe da SABESP aqui em casa...

UPDATE II: - Quem ligou às 17h30h, foi a secretária da 'Ouvidora' da SABESP. E la nave va...

0 comentários:

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga